Quer poupar na factura da água? A Quercus ensina-lhe como!

A urgência de poupança de água é cada vez mais pertinente mas, apesar da consciência que as populações vão tendo, tardam em implementar algumas medidas que podem poupar a carteira mas, sobretudo, o meio ambiente. Frequentemente, tendemos a apontar a falta de disponibilidade e a stressante rotina diária para nos “escusarmos” a concretizar algumas destas atitudes. No entanto, é cada vez mais importante dedicar algum tempo a estas questões.

Nesse sentido, deixamos-lhe alguns conselhos intemporais e que valem sempre a pena recordar dados pela Quercus ao Saldo Positivo; uma ajuda para alterar a sua rotina e hábitos diários e poupar este recurso cada vez mais precioso.

Torneiras:
– Instalar redutores de caudal (reduzem fluxo para 50% e não prejudicam utilização);
– Instalar torneiras monocomando misturadoras, que permitem regular a temperatura da água;
– Adquirir torneiras ou chuveiros com elevada classe de eficiência hídrica;
– Utilizar estes dispositivos de forma eficiente  – evitar sempre água corrente nas lavagens / higiene pessoal.

Como reaproveitar ou reutilizar à água:
– Aproveitar água de cozedura de alimentos para a rega;
– Aproveitar a água limpa que foi retirada em excesso (e reaproveitar, consoante os casos, para o depósito da máquina café, para as cuvetes de gelo ou depósito de autoclismo);
– Reutilizar a água da chuva em lavagens e na rega do jardim ou das plantas;
– Utilizar a água do duche enquanto aquece e usá-la no autoclismo.

Máquinas de lavar:
– Consultar consumo de água dos modelos através da etiqueta de eficiência energética;
– Evitar meias cargas ou fazer máquinas sem a carga completa;
– Evitar pré-lavagens.

No jardim:
– Não regar nas horas de maior calor;
– Escolher espécies adaptadas ao clima, menos exigentes em água;
– Evitar rega por aspersão e escolher sistemas de irrigação gota-a-gota.

Outras recomendações:
– Evitar o uso da mangueira;
– Não lavar o automóvel em época de chuva;
– Escolher sistemas de lavagem automática com sistema de reutilização de água;
– Instalar sistemas de aproveitamento de águas pluviais.

Lembre-se: a água é um recurso fundamental e é finito! Compete a cada um de nós contribuir para a sua poupança.

Outras notícias